Medidas de alívio fiscal e estímulo econômico para Hong Kong

Com a pandemia de Covid-19, várias economias do mundo tiveram que desacelerar. Com o desemprego em massa e grande parte das fábricas e empresas fechadas, espera-se que os governos adotem medidas para aliviar a economia e ajudar a população.


Hong Kong seguiu as etapas concedendo vários benefícios em um plano conciso e eficaz que custará aproximadamente USD 18 bilhões aos cofres publicos, o que mostra a grande eficiência do país, uma vez que a tributação é muito baixa. O plano é um dos mais completos e bem organizados do mundo e foi bem recebido pela comunidade empresarial e por seus cidadãos.


O plano inclui um orçamento de USD 10 bilhões para retenção de empregos na forma de subsídio de parte dos custos da folha de pagamento por 6 meses, a criação de 30.000 empregos nos próximos 2 anos e um orçamento de USD 100 milhões destinado ao aprimoramento dos trabalhadores e mais tecnologia.


Entre as medidas de desoneração tributária está a postergação por um mês na emissão de declarações e salários de impostos sobre lucros e diferimento de 3 meses para pagamento de salários de impostos sobre lucros e outros. Para a população em geral, a tarifa do metrô agora foi reduzida.


Devido à proibição geral de viagens, várias companhias aéreas do mundo registraram mais de 90% de perdas e algumas até já fecharam. Visando proteger o setor de aviação local, o governo concedeu uma linha de financiamento de USD300 milhões às empresas do ramo.


As medidas devem ser aplaudidas e esperamos que os demais países sigam incorporando ideias para que a economia se recupere o quanto antes.